Fisiculturismo feminino

O fisiculturismo é a prática esportiva que tem como finalidade o aumento da massa muscular. Esta pratica esportiva já é universalmente propagada pela fileira masculina, por outro lado, o fisiculturismo feminino conta com apenas quatro décadas de existência.

Foi a partir de 1970 que as mulheres começaram a participar de competições que se baseavam na medição da musculatura do corpo.

Fisiculturismo feminino

Neste tempo, ocorreram eventos como o Miss Physique e Miss Americana, contudo nada mais eram do que um torneio de mulheres de biquíni. O que verdadeiramente foi acatado como uma verdadeira competição de fisiculturismo aconteceu em Ohio, no ano de 1978, e foi chamado de U.S.Women’s National Physique Championship.

Esta foi a primeira vez em que as participantes tiveram um avaliação baseada apenas na observação dos músculos do corpo, sendo que não demorou muito para que novos eventos do tipo começassem a surgir, já em 1979.

Apesar da popularização do fisiculturismo feminino no ano de 1979, o esporte foi aparecendo de uma forma independente, sem uma estrutura oficial, o que daria ao esporte, mais notoriedade no cenário esportivo.

Foi em 1980 que isso começou a mudar, quando o National Physique Committe financiou pela primeira vez um torneio nacional de fisiculturismo feminino.

Contudo, esta ainda foi uma disputa amadora e neste mesmo ano aconteceu o primeiro MS. Olympia, esta sim, foi uma competição para profissionais. Agora, mais conceituado, o acontecimento teve Rachel McLish como vencedora, sendo que este se tornou um momento marcante e muito especial para a concretização feminina no esporte. Foi a partir desde evento que muitas outras mulheres se interessaram e passaram a treinar com o objetivo de competir.

O desabrochar do fisiculturismo feminino profissional

A partir deste momento, o fisiculturismo feminino profissional começou a crescer, ainda que muitas vezes tenha sido relegado ao segundo plano, sem o devido patrocínio que o esporte esperava, principalmente pelos canais de televisão, que até então não transmitiam o evento.

Por um longo tempo, estas esportistas foram tidas por muitos como verdadeiras aberrações da natureza feminina e até hoje sofrem diversos tipos de preconceitos, sendo até alvo de muitas criticas.

Vale ressaltar também que o investimento para financiar o esporte é muito escasso até o dia de hoje, o que dificulta um pouco a pratica da modalidade esportiva. Além disso, quando se pensa em valorizar uma competição feminina, os valores investidos diminuem muito, podendo esta redução chegar a um quarto do valor destinado a pratica do fisiculturismo masculino.

Porém, assim sendo, mesmo com todas as dificuldades encontradas, estas atletas permanecem lutando bravamente para alcançarem as metas a que se propõem. Algumas delas chegam a receber propostas de participação em trabalhos pornográficos, e como o patrocínio é escasso muitas acabam aceitando a oferta, o que não condiz com as diretrizes da pratica esportiva.

Também em Dietas vip

Leave a Reply